domingo, 8 de janeiro de 2012

Lembrar 2011 - Planejar 2012

Basquete Escolar (Infantil e Juvenil)

        O Ano de 2011 passou, momento de retrospectivas e reflexões para o ano vindouro. “Relembrar é viver”, temos muito que refletir sobre as linhas que traçamos para o Basquete Escola.
         Desde o ano de 2002 o Colégio Potência sagra-se campeão das olimpíadas escolares de Conselheiro Lafaiete na modalidade Juvenil masculino, fruto de um longo trabalho do professor Marcelo Amorim. Em 2011 não foi diferente, mais uma vez a equipe de basquete juvenil conquistou o título. No módulo infantil, pela segunda vez, a equipe treinada por César Willer da Escola Monsenhor Horta foi campeã.




Monsa - 4º Lugar JEMG - Regional
Potência - JEMG Campeão Micro-Regional










As duas equipes representaram Lafaiete nas etapas micro-regional e regional no JEMG. A equipe do MONSA conseguiu o 4º lugar na competição na etapa regional. Passando para o naipe feminino, a escola Monsenhor Horta, de Gilson Monteiro, conquistou o vice-campeonato no módulo II e a Escola Melo Viana o terceiro Lugar no módulo I – etapa regional. E não passamos disso.
Potência - 3º Lugar Estadual (2003)
                Resultados modestos, pra não dizer medíocres, espera-se muito mais de nossas equipes de base. É imprescindível para o crescimento do basquete em nossa cidade, que ele seja praticado nas escolas e nas quadras de bairro, não apenas no poliesportivo municipal. O que agrava ainda mais a situação, num universo de mais de 50 escolas no município, apenas quatro escolas envolvidas: Colégio Potência, Escolas Monsenhor Horta, Melo Viana e Caic.
Em uma cidade de 115 mil habitantes é absurdo pensarmos que temos menos de 6 equipes de basquetebol juntando todas as modalidades e naipes durante os jogos escolares e que apenas duas treinam regularmente. Soma-se a possibilidade do projeto de basquete do Colégio Potência chegar ao fim em 2012 e temos um quadro catastrófico.

                A busca pela ampliação do ensino de basquete é meta de qualquer planejamento para o ano de 2012, existe a necessidade que mais pessoas se envolvam.
            Na metade do ano de 2011 foram criadas seleções municipais de diferentes modalidades e naipes, pela secretaria de esportes, com o objetivo de fomentar a prática desportiva no município. Virou-se o ano e o que se viu foi apenas meia dúzia de meninos treinando sem objetivo nenhum. Do jeito que está, é mais fácil o projeto acabar do que dar um passo adiante.
Não adianta ficar lamentando ou enumerando as dificuldades sem erguer as mangas e trabalhar. Lembre-se que a base da equipe adulta de hoje, vice-campeã estadual A2 do JIMI, saiu de equipes escolares (vide fotos) e, se quisermos ter seleção adulta competitiva amanhã, há de se investir na base hoje.

3 comentários:

  1. Como já comentei com o Bené, a cada ano que passar minha situação como treinador e técnico da escola Monsenhor Horta fica mais difícil devido ao trabalho. Em 2012 vai ficar um pouco pior, PRECISO DE AJUDA PARA MANTER OS TREINOS DO MONSA ou o time uma hora acaba, quem tiver um tempo sobrando a noite durante a semana e estiver afim de se comprometer com a parada, eu agradeço muito.
    Abraço galera.

    ResponderExcluir
  2. A luta permanece sempre em qualquer lugar.

    ResponderExcluir
  3. Muito tabalho a ser feito. Lamentavelmente não há em nosso país uma educação voltada a formação cívica do indivíduo. A educação esportiva aqui é feita sem planejamento ou metas.
    Em países que alcançaram índices de excelência em educação, o esporte escolar não é apenas fomentado, mas também usado como meio de integração social e de interação psicopedagógica.
    Vamos lutando. Celebrando as poucas conquistas, mas sempre lutando.

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos serão removidos imediatamente, bem como possíveis respostas ao mesmo. Respeite para ser respeitado.